sexta-feira, 10 de agosto de 2007

Entre provas e notas, fico de recuperação

A memória trai e nos pega desprevinido.

Pouco depois de 94, no máximo 96, o Brasil se enganjou na primeira campanha para sediar um grande evento esportivo: Rio 2004. Foram cmaisas, festas, propragandas e nada...
Já na época, acolhiamos bons eventos como a F1 em Sampa, outras muitas corridas no RJ, fora os vôleis, basquetes e nosso tão amado futebol sul-americano. Já na época, não precisava ser gênio para ver q a idéia não iria longe... Não foi!
Dali em diante, Copa do Mundo, Olimpiadas... ficamos humildes, começamos a trabalhar na idéia do Pan... Pan, pan pan... Rio ou SP? "Me perdoem as feias, deu Rio!" Disse nosso ilustre blogueiro, e prefeito também, CM.
Já na época, freqüentava eventos esportivos e via que SP não tinha estrutura para abrigar um grande evento, o RJ iria suar a camisa, mas tinha espaços... Espaços que foram explorados e desenvolvidos entre a escolha da cidade e o Rio 2007. Suamos a camisa!
13 de julho, praticamente, tudo no lugar! Noves fora, isso ou aquilo outro, uma nota fria aqui, super-faturada ali, estouro no orçamento acolá...
Pan, pan, pan: festa de encerramento! (q mereceria só um post especial...) Agora o Parapan! E...
E começou tudo de novo... Brasil 2002, nao! Brasil 2006, rs! Brasil, 2010, espera... Brasil 2014, será?
Vem aí a Tia FIFA e seus dez mandamentos, com seus fiscais contemporâneos de Moisés... O Brasil vai ter que passar na prova...
Pra sorte do presidente, não é prova de protuguês! Pra tristeza dos professores, não é prova dos 9! Pra alegria dos relógios, não é a prova d'água!
É a prova para mostrar que vivemos num país decente... Um desafio, como terá o Bangu A.C., quando retornar das cinzas: mostrar que é grande!
Pra alegria dos dirigentes e governantes, não sou eu quem corrijo a prova! Se fosse eu, hm, ficaríamos, no mínimo: DE RECUPERAÇÃO!
E você, aprovaria o Brasil?

Empurre a alavanca!! Pule a janela!

5 comentários:

Flora Fernandes disse...

1 - Vc e essa sua mania de tia...
2 - o q aconteceu? de onde sai esse blog?
3- Cadê o editorial de boas-vindas? Uma proposta do que iremos postar e/ou encontrar aqui? Esperava mais de ex-editor...

Piadas a parte, gostei da idéia. Em breve apareço por aqui. Bjão

Felipe Siston disse...

Eita povo grudento. Quem esqueceu essa "Panela" no fogo? Será que ainda faz caldo? É um prazer estar mais uma vez junto do Eduardo e da Flora, mesmo virtualmente. Que venham Carmem, Leo, Fabiola, Flávia, Gabriel, Luana... Velhos tjoteiro de guerra.

Acende o Fogo. Bota nele a panela velha e vamos ...pular a janela.

Felipe Siston disse...

Esqueci uma...
qndo vamos fundar nossa cooperativa?

Bernardo disse...

oi pessoas, o felipe me pediu para escrever. E, falou que o tema eh livre, aih pensei em escrever sobre todas as coisas, mas depois vi que não dava pq muita coisa ia ficar de fora. Então, decidi falar das coisas que ficariam de fora se eu fosse falar de tudo(se fosse possível), o que parece ser o nada.

O que é o nada? O nada não é. E quem diz que o nada é nada, soh fala de forma para ligar o nada a outra coisa que eh ele mesmo, não de forma onto´logica, mas de forma praticametne tautológica. O não ser não é. E soh isso podemos dizer nada mais.

Tem muita gente que fala umas coisas meio sem noção de coisas orientais. O tudo e o nada são uma coisa soh de forma cósmica etc e lah lah lah. Bobagem! Mil vezes bobagem! O nada simplesmente n existe. Não eh vácuo, n eh preto, (nem branco!) o nada n eh absolutamente nada.

Há pessoas q dizem que tendemos para o nada. Eis uma posição mais razoável. O problema eh que para nada existir, acho eu, nada pode existir mesmo. Mas antes algo temque existir, como nós que existimos agora. Quem, pois, tiraria tudo da existência?
Podemos responder de duas formas: ou as coisas deixariam de existir por si mesmas, ou por causa externa. Ora, a segunda opção eh absurda pq as causas externas precisam ser as coisas q são, pois do nada nada se faz, pelo menos naturalmente. As coisas poderiam deixar de existir por si próprias? Acho que n. Se o ser eh, ele tende a ser ser, senão seria n ser como fala o cara lah da grécia, parmênides. O ser n consegue passar para o não ser etc e tal.

Nada e seu nadas. Há quem tb que diz que há uma hierarquia de nadas. O q eh absurdo, pois o que n existe n pode ter hierarquia.

Há quem diz que tudo vem do Nada, o que eh outro absurdo, como jah foi dito anteriormente.

Há quem usa o nada de forma metafórica. Vc eh um nada! Mas nem vamos discutir isso. Pq tem gente que acha que filosofia eh poesia! Nem vo argumentar.

Há gente q n fala nada e diz que falou nada, logo ele exsite, mas na verdade ele n falou, isso eh outro sofisma.

Enfim, sei lah, parece ser isso mesmo, mas pode estar errado, ou n, n sei.
Abraço, pessoas.

Eduardo Melido Ribeiro disse...

Bernardo,
bem - vindo...

teu texto ta no ar... éla que tem q estar... por isso, vou passar o convite pra vc escrever direto!

abs